Conheça a tecnologia que auxilia na respiração de bebês prematuros

Dependendo do estágio de desenvolvimento, bebês prematuros param de respirar até 15 vezes por hora. “O bebê prematuro, na realidade, ainda deveria estar no ventre materno. É lá que ele treina seus músculos respiratórios e, de vez em quando, faz uma pausa”, explica Ulrich Thome, diretor do departamento neonatal do Hospital Universitário de Leipzig. Quando isso acontece, a estimulação tátil ajuda o bebê a voltar a respirar. Equipes de enfermagem de UTIs neonatais se deparam com esse problema constantemente. Para ajudá-las, pesquisadores querem desenvolver uma máquina que dê esse “toque especial”, como você vê no Futurando.

Acompanhe ainda a viagem de um espermatozoide. Os espermatozoides seguem um longo caminho, cheio de obstáculos, até fecundarem um óvulo. O trajeto seria maior do que a distância entre Rio e São Paulo, e apenas alguns alcançam a meta. E somente um é coroado.

E para que os espermatozoides continuem participando dessa corrida, existem hábitos que garantem a saúde e agilidade deles. Veja nesta edição o que pode influenciar na produção e na qualidade dos espermatozoides, como, por exemplo, comer determinados alimentos e evitar banho quente.

Nossa equipe foi também até o Zoológico de Estocolmo, na Suécia, onde médicos tentam aprender com os bichos. Conhecer a saúde animal pode ajudá-los a tratar pessoas. Muitas espécies desenvolveram estratégias de sobrevivência que as protegem até de doenças cardíacas e insuficiência renal.

Ainda falando sobre esse assunto, convidamos para um bate-papo Ceres Berger Faraco, médica veterinária e mestre e doutora em Psicologia. Ceres é coordenadora e professora de cursos universitários sobre comportamento animal, e presidente da Associação Latino-Americana de Zoo-Psiquiatria.

O Futurando traz uma animação divertida sobre a química do corpo. Por meio da história de Ana e Paulo, analisamos como hormônios e neurotransmissores tanto garantem satisfação, como também o inverso. Ou seja, podem ampliar a agressividade. Aprenda com Ana algumas técnicas de relaxamento para fugir do estresse.

Fonte: Empresa Brasil de Comunicação