O criador do jogo Paciência não ganhou um único centavo por ele

Talvez você nunca tenha se perguntado quem foi a equipe que desenvolveu este jogo tão popular nos computadores, é precisamente aqui que vem uma curiosidade a respeito disso, já que foi o trabalho de uma só pessoa, e o responsável por desenvolvê-lo não recebeu um centavo pelo seu trabalho.

O nome do desenvolvedor é Wes Cherry . E ele não estava trabalhando para a Microsoft por acaso, na época era estagiário na empresa de Bill Gates. Na verdade, o Solitário ou Paciência nem mesmo foi encomendado pela empresa. Wes desenvolveu o jogo como uma forma de passar o tempo livre e, quando o terminou, deu-o de presente à Microsoft.

“Eu escrevi os códigos para o Windows 2.1 durante minha residência na Microsoft, no verão de 1989. Joguei um jogo semelhante em um Mac e, em vez de estudar para os exames na universidade, decidi fazer uma versão para PC”, disse ele.

“Um gerente de programação viu e decidiu incluí-lo no Windows 3.0. Eles deixaram bem claro para mim que eu não receberia nada além de um IBM XT para corrigir alguns bugs durante meu ano de estágio – e parecia ótimo para mim na época, e ainda parece ótimo para mim hoje”, diz ele.

E quase que o jogo não foi incluído no Windows porque Bill Gates fez uma grande crítica ao jogo de cartas: era muito difícil. No final das contas, foi lançado, mas com um objetivo muito diferente do que seu criador esperava. Enquanto o objetivo de Wes era entreter os usuários de computador, Gates queria que o jogo existisse para servir como uma ferramenta que permitisse aos usuários aprender a manipular um estranho dispositivo chamado mouse.

Em qualquer caso, o jogo sofreu alterações antes de chegar às lojas. Sabendo do potencial procrastinador de sua criação, Wes incluiu uma opção que exibia uma tabela Excel falsa que apareceria na tela com apenas um clique. A ideia era disfarçar o jogo enquanto o chefe assistia. Bill Gates não gostou muito da ideia e removeu a funcionalidade da versão final.

E de uma forma bem humorada Wes não cansa de falar: “Se eu tivesse recebido um centavo para cada pessoa que joga meu jogo, hoje teria dinheiro suficiente para sair com Bill Gates.” Conforme a história se tornou conhecida, algumas pessoas até enviaram um centavo para sua conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *